Project

General

Profile

Overview

A informática na Enfermagem representa um novo paradigma para a educação, espaço em que o uso de recursos multimídia permite desenvolver o processo didático, superando o mero uso do computador. A utilização de ambientes de aprendizagem pode motivar o estudante, bem como facilitar a inclusão digital de alunos de Enfermagem. Docentes relatam que novas tecnologias devem ser assimiladas, no entanto assinalam a necessidade de reflexão sobre a intenção e os valores incorporados a elas. Reforçam, também, que as tecnologias de informação para o ensino-aprendizagem não deve ser usadas ingenuamente, devendo haver espaço para reflexões críticas acerca das mesmas. A avaliação de uma ferramenta pedagógica deve estar relacionada a uma teoria compatível com o objetivo da aprendizagem e este estudo busca subsídios nos componentes fundamentais da Teoria Social de Aprendizagem: o significado; a prática; a comunidade; e a identidade. Considera, também, que a inclusão de inovações no ensino deve estar em consonância com a proposta pedagógica. Esta pesquisa pretende dar continuidade ao processo de investigação ora citado, partindo das seguintes questões: Quais os significados dos discursos produzidos sobre a intenção e os valores inseridos na inclusão de tecnologia computacional para auxílio ao ensino do processo de raciocínio diagnóstico com alunos de enfermagem? Existe correlação entre estes significados e os componentes fundamentais da Teoria Social da Aprendizagem? Tem como objetivo geral: Analisar os significados dos discursos produzidos sobre a intenção e os valores inseridos na inclusão de tecnologia computacional de auxílio ao ensino do processo de raciocínio diagnóstico na enfermagem e sua correlação com componentes fundamentais da Teoria Social da Aprendizagem. Seus objetivos específicos são: identificar as convergências e divergências entre os discursos oriundos de docentes e discentes de duas escolas de enfermagem; e identificar, no espaço singular de aprendizagem.